terça-feira, 30 de abril de 2013

MAIS UM ESCÂNDALO !!! - James Pizarro

Mais um escândalo - envolvendo corrupção, pagamento de propinas, formação de quadrilha e outras "coisinhas" do ramo - sacode o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Desta vez, os desonestos agiram nos órgãos oficiais ligados ao meio ambiente.

Quem quiser saber maiores detalhes, acesse meu blog ecológico no seguinte endereço : www.antesqueanaturezamorra.blogspot.com

No Brasil dos dias de hoje talvez uma das únicas entidades públicas confiáveis e que merece todo respeito do público é a Polícia Federal.  Portanto, meus parabéns a ela e a todos os seus integrantes !!!

segunda-feira, 22 de abril de 2013

ITAJAÍ : uma visita obrigatória - James Pizarro

Quem viajar a Itajaí não pode deixar de visitar a maior obra de arquitetura sacra daquela região de SC. Estou falando da Igreja do Santíssimo Sacramento, um projeto do alemão Simão Gramlich.

O referido templo demorou 15 anos para ser totalmente construído e teve sua inauguração em 1955. Ao lado do templo está o Museu Histórico de Itajaí,que funciona no Palácio Marcos Konder,construído em 1925.

É um complexo arquitetônico que encanta estudantes de Arquitetura, religosos, amantes da Arte Sacra, estudantes de História e todo turista de sensibilidade. Vale apena a visita para registrar em fotos e filmes.

domingo, 21 de abril de 2013

TEMPO DE OUSAR - James Pizarro

Eu deveria ter vindo morar nesta ilha mágica de Florianópolis desde a minha lua-de-mel...desde 14 de julho de 1966.
Mas fui temeroso, medroso certamente. Pois me deixei levar pelos famosos "conselhos" dos parentes. E acabei ficando mais 42 anos anos em Santa Maria depois de ter casado.
Mas sempre há tempo de corrigir rotas. Ousar novos caminhos.
E eis que aqui estou. Curtindo o hoje. O aqui. O agora.
Vivendo cada 24 horas com gula incontrolável.
Recuperando o tempo.
Sempre há tempo de ousar.
A Vida premia quem tem ousadia.

APENAS VIVEM... - James Pizarro

Quando menos se espera, elas baixam. Às dezenas. Esperam as ondas trazerem os alevinos. Comem com voracidade centenas de filhotes de peixes. Outras voam e mergulham nas zonas mais profundas. Emergindo com um peixe no bico.
Não discutem. Não têm títulos. Nem honrarias.
Não são egoístas. Não aspiram cargos. Nem cultivam vaidades.
Apenas vivem.
E deixam viver.

sábado, 20 de abril de 2013

VOU JOGAR DOMINÓ... - James Pizarro

Perdas do IPI  +  Lei Kandir  +  repasse do FUNDEB  +  transferências da União = R$ 50 milhões que o Tesouro de SC deixou de arrecadar este mês de abril em relação ao mês de fevereiro. Os técnicos avisam que virão mais perdas pela frente...

Detalhe : a folha dos servidores de SC deverá aumentar mais de R$ 800 milhões ! De onde vai sair a diferença de R$ 750 milhões para fazer frente aos gastos ?

Moacir Pereira, conceituado cronista político catarinense publicou estes dados no jornal Diario Catarinense há poucos dias.

Tentei falar com meus amigos catarinas sobre esta situação. Eles não só não sabiam nada sobre o tema, como estavam preocupados com o desfecho do campeonato catarinense de futebol.

Acho que vou ler menos e aprender a jogar dominó na praça XV...

ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL - James Pizarro

Esteve visitando Florianópolis na terça-feira, 16 de abril de 2013, o médico indiano Krishnamurthy Gangadharam, presidente da Federação Internacional sobre Envelhecimento (IFA).

Além de fazer conferências, dar entrevistas, visitar deputados e o governador  Raimundo Colombo, o médico indiano agradeceu ao governador pelo fato de Santa Catarina sediar em 2014 o próximo Congresso Internacional de Envelhecimento Saudável.

Portanto, grupos de Terceira idade : preparem-se desde já !!!

sexta-feira, 19 de abril de 2013

OS IPÊS-AMARELOS E O PLANETÁRIO DA UFSM - James Pizarro

Vou relatar este episódio para que Santa Maria não o perca, principalmente as pessoas ligadas à UFSM. Ocorreu em 1966...portanto, há 47 anos.

Em frente ao planetário da UFSM, no campus, existe um conjunto de ipês-amarelos que enfeitam o ambiente quando chega a época da floração. Por que aqueles ipês estão ali...quem os plantou...porque estão plantados naquela disposição ?

O primeiro nome da universidade era USM - Universidade de Santa Maria. Anos depois é que passou a ser chamada de UFSM - Universidade Federal de Santa Maria. O reitor Mariano da Rocha teve a idéia de plantar ipês-amarelos naquele local pois, pelo plano diretor da então UFM, ali deveria ser erguido o planetário da universidade, fato que se concretizou anos depois.

O plantio dos ipês-amarelos foi feito por alunos, professores e funcionários do Curso de Agronomia, naquele tempo chamado de Faculdade de Agronomia, dirigida pelo saudoso professor Ary Bento Costa. Minha turma se formava em dezembro de 1966 e, na condição de formandos fizemos o plantio junto com alguns professores. Recordo de alguns professores presentes à cerimônia, além do prof. reitor : Erb Veleda (prof. de Zootecnia), Armando Adão Ribas (prof. de Zoologia Agrícola, disciplina da qual fui monitor e, anos depois,professor),  Mário Bastos Lagos (prof. de Fitotecnia e que foi paraninfo de nossa turma), Mário Ferreira (prof. de Climatologia e Meteorologia), Dilon Lima do Amaral (prof. de Matemática e Cálculo) e Santo Masiero (prof. de Botânica Sistemática). De todos os professores citados, permanece vivo apenas o prof. Santo Masiero, meu grande amigo e residente à rua Silva Jardim, entre a avenida Rio Branco e Floriano Peixoto, em frente ao Banco da Esperança. Ah...eu também estou vivo...

Detalhe : o professor reitor Mariano da Rocha queria que as mudas fossem plantadas numa disposição tal que formassem a sigla UFM. E assim foi feito. Com a mudança de nome anos depois para UFSM, novo arranjo foi feito para que fossem introduzidas mudas grandes formando a letra "F".
Numa fotografia áerea, ou numa visão feita a bordo de um helicóptero da Base Aérea poderá ser vista a sigla UFSM quando os ipês-amarelos estão floridos.

Conto esta história para fazer o registro de um singelo episódio do qual os mais moços certamente não têm conhecimento. Precisamos resgatar a memória da UFSM e de Santa Maria.


SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA - James Pizarro

Com 4704 habitantes, completou 19 anos de emancipação política no dia 19 de abril de 2013 o lindo município de São Pedro de Alcântara, SC. Foi a primeira colônia alemã de Santa Catarina, povoada por imigrantes das regiões do Hunsruch e Eifel, Sudeste da Alemanha, chegados à região em 1829.

São Pedro de Alcântara, há 19 anos elevado à município, tem 184 anos de história. Está  distante de Florianópolis apenas 32 km. Tem altitude de 300m acima do nível do mar, temperatura média anual variando entre 15 e 25 graus centígrados e uma área aproximada de 140,6 quilômetros quadrados.

Com relevo acidentado, o município tem quase 70 % da sua superfície  com cobertura arbórea, apresentando colinas, vegetação densa, cachoeiras, riachos. É muito desenvolvido o turismo rural, o ecoturismo e o turismo de aventura. Há uma preciosa RPPN - Reserva Particular do Patrimônio Natural, chamada Reserva do Rio das Lontras, criada em 2005.

Há pontos turísticos importantes, dentre os quais se destacam a Igreja Matriz, cujo altar-mor foi construído na Alemanha; o Monumento em Homenagem ao Imigrante; o Obelisco da Imigração; a praça Leopoldo Francisco Kretzer. Há duas grandes festas : a STAMMTISCH (em abril) e a OKTOBERTANZ (no final de setembro, é a festa catarinense  que abre a temporada das OKTOBERFESTS no Estado).

Visitar este município é um excelente programa para o turista ! Sugiro a todos os conterrâneos gaúchos, mormente àqueles de origem germânica !

quinta-feira, 18 de abril de 2013

ATENÇÃO JOVENS JORNALISTAS !!! - James Pizarro

Os maiores entendidos em jornalismo do Brasil, especialmente em fomento e área de pesquisa em comunicação, vão se reunir  no final de abril/2013 com o programa de Pós-graduação em   Jornalismo da UFSC-Universidade Federal de Santa Catarina.

Motivo principal : criação de um curso de Doutorado com área de concentração específica em jornalismo.

Se houver aprovação do Governo Federal será um orgulho para SC, pois a UFSC terá então se tornado a primeira universidade latino-americana a oferecer  um curso de Doutorado em Jornalismo !

quarta-feira, 17 de abril de 2013

FUNDAÇÃO FRANKLIN CASCAES - JamesPizarro

Em Florianópolis funciona a FUNDAÇÃO FRANKLIN CASCAES,criada em 1987 com a finalidade de apoiar e incentivar atividades culturais na ilha, bem como articular essas atividades com o setor turístico.

Desde o ano 2000 a fundação estava instalada no Forte Santa Bárbara,mas teve de se mudar porque a Marinha vai instalar outras atividades no local. A fundação funciona agora em novo endereço, onde 32 pessoas poderão trabalhar mais acomodadas. O novo endereço :

Fundação Franlin Cascaes
Centro Executvio Mauro Ramos
Avenida Mauro Ramos, 224 - andares 4 e 5
Centro de Florianópolis
Telefone : 48.3324.1415
Na internet : clic.sc/fundacao-cascaes

GLOBO MAR EM SANTA CATARINA - James Pizarro

A série "Globo Mar", da Rede Globo, está na sua quarta temporada. Vai ser apresentada por Ernesto Paglia e Poliana Abritta (repórter da Globo em Brasília). Vão navegar pelo Caribe, Noruega, África do Sul e Portugal.

Santa Catarina sempre foi motivo de reportagens em todas as temporadas e este ano não vai ser diferente. Já foi gravado um episódio sobre pesca submarina, com os serviços da embarcação "Escorpião".

Fiquem atentos e não percam estes programas !!!

sábado, 13 de abril de 2013

POR QUE VIM MORAR EM FLORIANÓPOLIS ? - James Pizarro

Vivi 65 anos em Santa Maria, minha amada terra natal, onde fiz meu aprendizado de vida. Onde fui alfabetizado. Fiz Ensino Fundamental. Ensino Médio. Curso Superior.
Onde trabalhei a vida inteira. Dando aula de Biologia em cursinhos. De ecologia na UFSM. Trabalhando em rádio mais de 30 anos. Em jornais. Em TV. Onde fui vereador. E fiz milhares de palestras. Onde casei. Tive três filhos. E três netinhos santa-marienses (mais os dois que nasceram em Minas Gerais). Onde meus filhos se formaram. E seguiram suas vidas independentes.
Há cinco anos saí da cidade e vim morar em Florianópolis. À beira do mar. Um sonho acalentado há anos. Mas no qual nunca tinha pensado seriamente. Vou fazer 71 anos em 26 de outubro de 2013 aqui na praia.
Muitos amigos mais chegados ficaram estupefatos quando lhes comuniquei que viria morar aqui. Num lugar distante, onde não conhecia absolutamente ninguém. Numa praia de 9000 almas no período de abril a novembro. Nesta linda praia de Canasvieiras, onde passei férias algumas vezes no passado.
Meus amigos queriam saber o porquê de abandonar Santa Maria. Onde tinha passado e presente. Amigos. Parentes. Ex-alunos. E alguns achavam que era loucura fazer isso aos 65 anos. Era muita ousadia, segundo uns. Ou loucura, segundo outros.
Já se passaram cinco anos. Conheço centenas e centenas de pessoas em Canasvieiras. Estou integrado às atividades da minha Igreja Católica, como Ministro da Eucaristia. E vivo aqui como se aqui vivesse há décadas. Com centenas e centenas de novos amigos e conhecidos. Pessoalmente, depois da naturaldesconfiança inicial, fui "assimilado" e aceito pelos meus amigos manezinhos. Já tenho uma biblioteca razoável de livros sobre a ilha. São mais de cem volumes garimpados na UFSC, nas livrarias, nos sebos,presente dos amigos. Osamigos manés ficam felizes porque sabem que estudo tudo sobre a ilha.De sorte que me sinto em casa. Ciente de que quem faz o ambiente é a gente.
Mas para aqueles que insistem em saber o porquê da minha vinda, do meu recomeço, eu sugiro ler este trecho do grande Fernando Pessoa :

" Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma de nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia : e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos "

Preciso dizer mais ?

AMOR : RENOVAÇÃO DIÁRIA - James Pizarro

Eu sempre disse aos meus alunos, durante quase meio século de docência, que o amor ou cresce SEMPRE ou morre. E se morreu, não era amor.Certamente muitos de vocês - principalmente as mulheres - já ouviram falar da psicanalista paulista Betty Milan. Há cinquenta anos ela ouve os outros, sugere, aconselha. Ela possui um site na internet que recebe, em média, 35.000 acessos mensalmente.
Acabo de ler e reler com muita atenção uma longa entrevista dela. E resolvi escolher apenas um pequeno trecho para partilhar com os leitores deste blog :

"O amor renova-se com palavras, a cada dia. Por isso, nunca é demais falar e ouvir "eu te amo", "nunca vou te esquecer", "sem você eu não vivo" e outras frases amorosas. Paradoxalmente, o amor não diz o que é, mas deixa de existir se não for dito, nasce com as palavras e morre sem elas."


Eu sempre disse aos meus alunos, durante quase meio século de docência, que o amor ou cresce SEMPRE ou morre. E se morreu, não era amor.Certamente muitos de vocês - principalmente as mulheres - já ouviram falar da psicanalista paulista Betty Milan. Há cinquenta anos ela ouve os outros, sugere, aconselha. Ela possui um site na internet que recebe, em média, 35.000 acessos mensalmente.
Acabo de ler e reler com muita atenção uma longa entrevista dela. E resolvi escolher apenas um pequeno trecho para partilhar com os leitores deste blog :

"O amor renova-se com palavras, a cada dia. Por isso, nunca é demais falar e ouvir "eu te amo", "nunca vou te esquecer", "sem você eu não vivo" e outras frases amorosas. Paradoxalmente, o amor não diz o que é, mas deixa de existir se não for dito, nasce com as palavras e morre sem elas."

Achei tão importante refletir sobre isso que resolvi transcrever aqui. Pode ajudar muita gente. Pode romper a monotonia duma relação que - com o tempo - tende a se desgastar, se as palavras não forem ditas. Não basta apenas amar uma pessoa. Ela tem de saber disso. Tem de ouvir isso.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

QUANDO A VIDA SE ESVAI...- James Pizarro

Meu pai era enfermeiro. Trabalhava no Centro de Saúde número 7, em S. Maria, RS, durante o dia. À noite, trabalhava no SAMDU - Serviço de Assistência Médica Domiciliar e de Urgência, folgando entre uma noite e outra. E nas horas de "folga" ainda aplicava injeções a domicílio, geralmente em casas de famílias abastadas da cidade.
Minha mãe era dona-de-casa exemplar para os padrões exigidos à época... Cozinhava muito bem. Costurava e fazia nossas roupas. Fazia doces e bolos sob encomenda. E reclamava porque nunca tinha conseguido concluir seu curso de violino, iniciado no Colégio Santa Terezinha, interrompido pelo casamento.
Tive uma infância com educação severa. Apanhei muito. E cerca de 90 % das surras eram merecidas. Apanhava de vara de marmelo. De chineladas. E até de relho, desses de carroceiro bater em cavalo.
Também ficava muito de castigo. Quando eu dizia palavrões, me colocavam pimenta na lingua, providência pedagógica que se revelou ineficaz, além de me deixar viciado em pimenta... Costumavam me privar das coisas que eu mais gostava. Cortavam meu cinema. Aboliam a "Cyrillinha", refrigerante de fabricação local, feito à base de casca de laranja e que era minha bebida predileta. Eu era impedido de jogar bola. De brincar na sanga, hoje arroio Cadena.
Normalmente, depois da surra, eu era obrigado a tomar banho, vestir um abominável pijama de pelúcia e ficar no meu quarto, nariz esborrachado na vidraça, vendo meu amigos jogando bola na rua.
Existia uma espécie de sadismo, reconheço hoje. Mas era o sistema educacional vigente na década de 40/50.
Meu pai era onipotente. Mandava em tudo. Dirigia tudo. E tudo obedecia à sua vontade. Os parentes todos obedeciam. E o único que se rebelava, teimava e mantinha discussões acirradas com ele era eu. Minha psiquiatra diria décadas depois que eu consegui criar um "mecanismo reativo" e , adulto, me transformei num contestador em todas as áreas onde atuei. Nunca suportei mandonismos, chefias, opressões, ordens absurdas. Sempre fui da oposição politicamente. E de certa forma, acho que inconscientemente temo que meus candidatos assumam um dia o poder. Porque terei de ficar contra eles. Porque todos eles se corrompem e ficam sendo o inverso do que pregavam ser.
Na UFSM fui grevista militante. Sempre fiquei contra o governo. Contra a chefia. Contra o detentor do poder. Porque eu sei hoje que todos eles representavam a opressão paterna.
Mas meu pai era generoso. Eu tinha conta livre na Livraria do Globo para comprar todos os livros que quisesse. E todas as vezes que precisei de carona, de ajuda, de dinheiro...eu disse TODAS...ele nunca me falhou. E tinha uma peculiaridade : nunca me perguntou o porquê do pedido... o porquê da minha necessidade. Jamais usou este procedimento de humilhação, tão comum nos mais velhos que "ajudam".
Aos 84 anos, o cardiologista indicou-lhe uma cirurgia para correção de um defeito. Lembro que ele não queria fazer. Eu fui procurar o médico, meu ex-aluno no cursinho pré-vestibular décadas atrás. Ele me disse que, sem a cirurgia, meu pai morreria repentinamente e que tinha, no máximo, seis meses de vida. O médico me disse que esse diagnóstico não era só dele mas de toda a equipe que acompanhava o caso de meu pai.
Certa madrugada, meu pai me chamou prá tomar chimarrão com ele às 5 da manhã. E pela primeira vez me pediu um conselho :
- O que eu devo fazer ?
Eu disse a ele :
- Tu tens de te operar, o cirurgião é excelente e tu vais viver muitos e muitos anos.
Ele me disse :
- Vou me operar então...tomara que dê tudo certo porque eu quero ver a formatura dos meus bisnetos.
A operação em si foi um sucesso. Mas na sala de recuperação rompeu-se a aorta abdominal, que possuía um aneurisma, coisa que os médicos ignoravam. E ele morreu. Meu avô também morreu assim...de ruptura da aorta abdominal.
Fui ao necrotério. Vi meu pai nu, morto. Com cortes e suturas, porque precisaram fazer procedimentos no cadáver, devido à imensa hemorragia interna.
Começaram a chegar os amigos. Os clubes da Terceira Idade. O pessoal da funerária. Minhas filhas, uma de Itajubá, MG e outra de Panambi, RS, foram avisadas. Meu filho, que mora em Santa Maria, foi nosso companheiro e presença sempre.
Ele foi velado na sala de sessões da Câmara de Vereadores, pois tinha sido vereador na legislatura de 1958.
Eu aguentei tudo dentro dos limites do possível. Mas quando minha mulher me avisou que meus alunos estavam chegando eu desabei. Olhei e vi aquelas turmas todas, aquela gurizada toda de 15...16 anos, dos quais eu era professor orientador...aqueles olhos assustados com o choro do seu professor...eu desabei literalmente. A Carolzinha me disse : "Nós pedimos o cancelamento das aulas pra ficar com contigo, Pizarro...como tu ensinaste prá gente, que na hora da dor a gente fica junto".
Dia desses, aqui na praia, me surpreendi fazendo um ultrassom abdominal para pesquisa de anomalias na aorta abdominal. Ela está íntegra. Sem anomalias.
Por enquanto.

RÉQUIEM PARA A SALA DE AULA - James Pizarro

Minha Nossa Senhora do Giz Perdido !

Valei-nos a padroeira criada, beatificada e canonizada por mim para proteger a classe em extinção dos professores que sabiam dar aulas apenas com seu talento e giz ! Entre os quais, modestamente me incluía, já que me obrigaram a parar de dar aulas mediante ameaça de perder certas vantagens salariais.

Em pleno gozo das minhas faculdades mentais, com memória privilegiada, senhor do conteúdo básico da minha disciplina e me atualizando diariamente, com facilidade de fazer relação e obter confiança dos alunos…fui praticamente enxotado depois de 40 anos...dando aula sem fichinhas e sem usar transparências (como muitos usam, no escuro, para não ver a cara dos alunos bocejando).
Não se pense que sou contra as tecnologias em prol do ensino. Não mesmo ! Eu próprio sou viciado em computação e internet.
Mas se dar aula com a presença do aluno já é difícil, imagine-se dar aula à distância.

Aula dita presencial requer professor com talento, empatia, compreensão, bom humor, criatividade, dominio absoluto do conteúdo e mais : o aluno tem de perceber desde o primeiro momento que o mestre ADORA O QUE ESTÁ FAZENDO ! Que não está ali por acidente, por obrigação ou só para defender uma grana.

Agora – com a ausência de vocações para o magistério – inventam esta picaretagem e querem me fazer crer que é possível educar e dar aula à distância.

No lugar dos professores certamente vão baixar entidades do astral e,via mediúnica do computador, vai haver transmissão direta de conhecimentos para a rebimboca da parafuseta do cérebro do aluno.
Ao invés de universidades, centros espiritualistas.
E no lugar dos bons livros clássicos de cada disciplina, fluidos ectoplasmáticos serão injetados na cabeça do aluno, onde irão se misturar ao rock e à cerveja, quando não à maconha.

Que maravilha !
Jamais pensei assistir ao enterro da sala de aula.
Ao féretro da cultura.

Meus bisnetos, certamente, ainda assistirão o incêndio monumental das bibliotecas e das obras de arte. E os alunos obterão orgasmos com chips estrategicamente colocados no corpo.
Graças a Deus, eu já terei morrido.

NÃO SE META NA CONVERSA DOS OUTROS ! - James Pizarro


Uma mulher, de táxi, com a filha de 11 anos, andam à noite.
No caminho, a menina vê mulheres rodando bolsinha.
-Mãe,o que aquelas mulheres estão fazendo?
-Esperando seus maridos saírem do trabalho.
O taxista rindo diz:
-Fale a verdade para a garota...
Elas são prostitutas, estão esperando clientes que lhes
paguem para fazer sexo!!!
Todos ficam calados, até que a menina pergunta:
-Aquelas mulheres também tem filhos, mamãe?
-Claro filha!!... Como você acha que nascem os taxistas?

O SONHO DO RÁDIO DE PILHA - James Pizarro

Nos anos 50 e 60 o número de agrônomos e veterinários no Rio Grande do Sul era diminuto. Havia uma grande carência de profissionais de nível superior no setor das ciências agrárias.
Quando assumiu o governo estadual o Dr. Leonel Brizola elaborou uma lei de incentivo através da qual os estudantes universitários dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária receberiam um salário-mínimo por mês durante todos os meses de aulaba do curso. Na prática significava que cada aluno receberia oito salários-mínimos por ano.
Fui aprovado no Curso de Agronomia da UFSM, Santa Maria, RS, em 1963 (segunda turma do curso) e passei a receber a bolsa do Dr. Brizola. Os alunos não recebiam a bolsa mensalmente. No início do ano a gente era chamado à Secretaria da Fazenda, em Porto Alegre, e recebia de uma só vez em dinheiro vivo os oito salários-mínimos.
Lembro que no último ano (quarto ano do curso, pois naquela época a Agronomia tinha apenas 4 anos) houve uma crise nas finanças do Estado e os alunos receberra a bolsa em forma de letras do tesouro, as chamadas "brizoletas". As "brizoletas" possuíam respeitabilidade no mercado financeiro, tanto que a gente trocava as mesmas nos bancos pagando por isso um pequeno deságio.
Lembro da primeira vez, no início de 1963, quando fui chamado a Porto Alegre para receber a bolsa no "Tesouro" (nome popular dado ao grande e amarelo prédio da Secretaria da Fazenda, perto da Praça da Alfândega). Todo dinheiro que recebi (oito salários) eu coloquei dentro da pasta da faculdade, uma vistosa bolsa de cor azul com inscrições em letras amarelas.
Atravessei a rua e fui concretizar um velho sonho de garoto pobre. Entrei nas quase solitárias instalações do porto do Guaiba, já decadente, onde encontrei um funcionário vestido apenas de calção. Eu tinha sido informado de que ali se vendiam muitas coisas de contrabando. Disse-lhe que queria comprar um radinho de pilha, que era a grande moda entre os jovens daquela época. Talvez eu fosse o único rapaz da minha turma que não possuísse um.
Ele me pediu para acompanhá-lo e entramos dentro de um daqueles enormes galpões. Havia uma roda de jogo de baralho com vários mal encarados jogando. Ele se dirigiu a um deles que se levantou e me disse : "São 5 pilas pelo rádio, ele tá meio velho mas funciona bem".Na mais santa das ingenuidades de rapaz de interior eu abri a minha bolsa da faculdade e de lá tirei 5 "cruzeiros" (moeda da época). Ele fez uma cara de espanto ao ver dentro da minha pasta aquele monte de dinheiro. Agradeci e saí caminhando apressadamente, quase correndo. Até hoje não sei avaliar o perigo que corri e o porquê de não ter sido assaltado.
Acho que desde aquela época o meu anjo da guarda era muito forte. E muito provavelmente era um anjo que gostasse também de radinho de pilha. Ou naquela época o bandiditismo e
Saí de lá feliz da vida escutando a orquestra do Ray Connif, pela Rádio Guai.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

CORNO A COBRAR - James Pizarro

Comerciante próspero,com olhos voltados só para o trabalho e o dinheiro. Casado com mulher linda, poucos anos mais moça, cheia de vitalidade.

Sem querer ficar vendo a vida passar, a esposa  começou a fazer viagens. Excurções com amigas. Depois viagens solitárias. Para cidades turísticas do seu estado.

Uma vez o marido recebeu um telefonema de Gramado, a cobrar. Justo a cidade para onde a esposa  havia viajado. Razão pela qual aceitou a ligação a cobrar, embora pão-duro.

A voz cavernosa lhe sussurou em breves palavras :

- Tua esposa está hospedada aqui em Gramado na companhia de um estudante universitário.

Ele ouviu em silêncio e desligou. E lamentou baixinho :

- PQP...ser corno é comum hoje...mas ter de pagar a ligação a cobrar pra ficar sabendo é que acho uma injustiça...

terça-feira, 9 de abril de 2013

" MELHOR IDADE ?! " - James Pizarro

Quem inventou a expressão "Melhor Idade"
para designar a velhice
e substituir a tradicional "Terceira Idade",
deve estar internado em alguma torre de palácio abandonado
achando que é o Napoleão.
Se andar de bengala,
usar fraldas geriátricas por causa da incontinência urinária e fecal,
ficar impotente e um chato moralista,
receber tudo na boca porque o Mal de Parkinson lhe faz tremer até a alma,
isolar-se do mundo por causa do Mal de Alzheimer,
se isso tudo é ser portador de "Melhor Idade", então estou caduco já.
Mas mesmo que a expressão se refira aos idosos que gozam de boa saúde
- como é o meu caso -
os amigos quase todos já morreram,
os netos lhe acham ultrapassado e chato se puxar assunto no messenger,
quando usam a fila preferencial nos bancos e lotéricas todos ficam de cara amarrada,
os outros acham injusto os assentos preferencias nos ônibus,
a mulher se queixa que a gente urina na tampa do vaso,
não se pode roncar,
nem comer demais,
nem peidar em público ou no elevador.
Que merda de "Melhor Idade" é essa ?
Como a longevidade humana está aumentando uma barbaridade,
eu fico imaginando quando a gente chegar a ficar mais velho ainda.
O que será que nos espera a "Pior Idade" ?
Acho que a Previdência Social - para fins de economia -
vai soltar a gente no meio da Amazônia
Pelados. Sem remédio.
E com uma gigante tela de TV para a condenação final :
ouvir o programa do Raul Gil, Faustão ou Gugu 15 horas por dia...

segunda-feira, 8 de abril de 2013

FLORIANOPOLITANAS (9) - James Pizarro

BR-101  -  A empresa concessionária do trecho Norte da BR-101 foi autuada em R$ 23,7 milhões e, até agora, nada foi pago porque as punições se encontram em defesa jurídica.

********************************

RODOVIAS  -  Para se adequar à lei federal de número 5917, de 1973, as rodovias estaduais de SC tiveram suas nomenclaturas alteradas, levando-se em conta a posição geográfica e o perfil das vias.

********************************

ENFERMAGEM  -  Os enfermeiros de SC estão pressionando os parlamentares em Brasília para a votação do projeto de lei 2295/2000, que reduz a jornada da categoria para 30 horas semanais.

********************************

VACINA  -  De 15  a 26 de abril de 2013, a vacinação contra a influenza em SC estará em pleno vapor com a meta de vacinar 1,2 milhão de pessoas (80 % do público-alvo).

********************************

ATRAÇÕES  -  Atrações musicais em Floripa apenas em 3 dias : Rei da Folia, banda Cheiro de Amor, Latino, Monobloco, banda sertaneja KaduKá, Djavan, DJs diversos (Rafael Zabot, Anão e Murilo Francisco).  Espetáculos para todos os gostos !

********************************

VELEJADOR  -  O catarinense Bruno Fontes continua fazendo sucesso como velejador na Copa do Mundo de Vela, em Mallorca, Espanha. Está na briga pelo título.

********************************

OAB  -  Fundada em Florianópolis a Academia Catarinense de Letras Jurídicas. O primeiro presidente será o professor Cesar Luiz Pasold.

********************************

COSMÉTICOS  -  Santa Catarina firma posição no mercado cosmético brasileiro com 14 empresas do ramo participando em São Paulo da famosa Hair Brasil 2013.

********************************

MOBILIDADE  -  Realizou-se em Florianópolis o Fórum Internacional de Mobilidade Urbana com palestrantes internacionalmente famosos nesta área. Detalhe : nenhum dos 13 prefeitos da Grande Florianópolis compareceu ao evento.



quinta-feira, 4 de abril de 2013

ESCRITORA BRASILEIRA ESQUECIDA - James Pizarro

Julia Lopes de Almeida, escritora brasileira, nasceu no Rio de Janeiro em 1862 e faleceu no RJ em 1934.

Era de uma família de escritores, já que foi casada com o poeta português Felinto de Almeida e foi https://www.facebook.com/james.pizarro2#

Sua obra é vasta ! Resumo :

ROMANCES :
  • A Família Medeiros
  • Memórias de Marta
  • A Viúva Simões
  • A Falência
  • Cruel Amor
  • A Intrusa
  • A Silveirinha
  • A Casa Verde (com Felinto de Almeida)
  • Pássaro Tonto
  • O Funil do Diabo

Novelas e contos

  • Traços e Iluminuras
  • Ânsia Eterna
  • Era uma vez…
  • A Isca (quatro novelas)
  • A caolha

Peças de Teatro

  • A Herança (um ato)
  • Quem Não Perdoa (três atos)
  • Nos Jardins de Saul (um ato)
  • Doidos de Amor (um ato)

Livros Diversos

  • Livro das Noivas
  • Livro das Donas e Donzelas
  • Correio da Roça
  • Jardim Florido
  • Jornadas no Meu País
  • Eles e Elas
  • Oração a Santa Dorotéia
  • Maternidade (obra pacifista)
  • Brasil (conferência)

Livros Escolares

  • Histórias da Nossa Terra
  • Contos Infantis (com Adelina Lopes Vieira)
  • A Árvore (com Afonso Lopes de Almeida
Foi a PRIMEIRA MULHER BRASILEIRA a viver profissionalmente da literatura no Brasil. Lamentavelmente, poucas pessoas sabem da sua importância e da sua obra. Na maioria das antologias e livros de literatura brasileira seu nome não é nem mencionado,apesar da sua vasta obra de qualidade e da sua importância social.


quarta-feira, 3 de abril de 2013

Reitores de universidades podem passar a ser escolhidos em eleições diretas

OBSERVAÇÃO - Como grande número de seguidores deste blog é ligado à vida universitária (funcionários, professores, alunos e ex-alunos), achei por bem reproduzir o texto publicado pela Agência Senado Federal no dia de hoje (3/4/2013). Trata-se da eleição de reitor, vice-reitor e demais dirigentes de ensino superior.

********************************************************************


Reitor, vice-reitor e dirigentes de instituições públicas de educação superior devem passar a ser escolhidos pela comunidade acadêmica (professores, alunos e servidores) por meio de eleição direta. A democratização do processo foi proposta em substitutivo da Câmara dos Deputados a projeto de lei do Senado (PLS 147/2004) que regulamenta o conceito de gestão democrática no ensino superior público. A matéria foi aprovada pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte neste terça-feira (2) e, agora, segue para votação no Plenário do Senado.

O projeto original foi apresentado pelo ex-senador José Jorge, atual ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). Apesar de considerá-la "controversa", o relator da matéria, senador Anibal Diniz (PT-AC), recomendou a aprovação da eleição direta para os dirigentes máximos das instituições públicas de ensino superior, introduzida no PLS 147/2004 pelo substitutivo aprovado pela Câmara.

- Não se pode olvidar que esse processo é o que mais se coaduna com a democracia representativa em vigor no país - reconheceu Anibal.

Hoje, as instituições públicas de ensino superior fazem consultas entre a comunidade para a elaboração de listas tríplices, que são enviadas para decisão final pelo chefe do Executivo.

Outras medidas do projeto para expansão da gestão democrática nas universidades públicas foram preservadas

no substitutivo da Câmara. Uma delas trata da composição do órgão colegiado deliberativo superior destas instituições, que deverá ter dois terços das vagas preenchidos por membros da comunidade acadêmica e um terço por representantes da sociedade civil local e regional. Em relação à ocupação dos demais órgãos colegiados e comissões, deverá ter 70% de seus assentos destinados a professores.

Enquanto a senadora Ana Rita (PT-ES) elogiou a democratização do processo eleitoral nas universidades públicas, o presidente da CE, senador Cyro Miranda (PSDB-GO), destacou a inclusão de representantes da sociedade civil no conselho deliberativo das instituições. A senadora Ana Amélia (PP-RS) considerou um avanço a escolha de dirigentes do ensino superior público por eleição direta, observando que isso já é feito pelas escolas públicas de ensino fundamental e médio no Rio Grande do Sul.

Fonte: Agência Senado

FLORIANOPOLITANAS (8)

RUA (I)  -  A mais antiga rua da cidade de Florianópolis é a antiga Rua do Vigário, chamada de Rua fernando Machado desde 1871.

*********************************

RUA (II)  -  O famoso "calçadão" de Florianópolis é, na realidade, a rua Felipe Schimidt (assim denominada desde 1916, pois antes se chamava Rua dos Moinhosde Vento).

*********************************

PONTES  -  A Ponte Colombo Salles, uma das pontes que liga a ilha ao continente, foi construída de 1971 a 1975. A outra ponte, chamada Pedro Ivo Campos, foi inaugurada em 1991, depois de 9 anos de obras.

*********************************

PASSARELAS  -  Duas passarelas serão construídas para unir o Centro Histórico de Florianópolis à Baia Sul da ilha. Primeira passarela : será um prolongamento da avenida Hercílio Luz à Baía Sul. Segunda passarela : unirá a Praça XV até à orla da Baía Sul.

*********************************

ESTRELA  -  A estrela  e diva Sharon Stone, célebre atroz de Hollywood, vem a Florianópolis e a Camboriú algumas vezes por ano, onde se hospeda com o namorado argentino.  Acaba de virar garota-propaganda  da PG Empreendimentos, construtora catarinense.

*********************************

ARANTE  -  Arante José Monteiro, falecido em 2012, foi fundador e dono do famoso BAR DO ARANTE, famoso no Pântano do Sul, Florianópolis. Acaba de ser inaugurada uma bela exposição fotográfica na Galeria Pedro Paulo Vechietti, tendo por tema central o "Seu" Arante.

*********************************

terça-feira, 2 de abril de 2013

FLORIANOPOLITANAS (7) - James Pizarro

OAB/SC - A Ordem dos Advogados do Brasil de SC completou 80 anos de existência em 2013. Em sessão solene da Assembléia Legislativa de SC foi lançado elo comemorativo à data.

*****************************

CAMBORIÚ  -  A revista especializada em música eletrônica mais respeitada do mundo é a DJ MAG que acaba de escolher (via eleição) o GREEN VALLEY, de Camboriú, "o melhor clube de música eletrônica do mundo".

*****************************

NOBEL  -  Esteve em Santa Catarina fazendo conferência para uma seleta platéia de médicos cardiologistas brasileiros o Dr.Louis Ignarro, Prêmio Nobel de Medicina (Fisiologia) em 1998.

*****************************

CELESC  -  A CELESC, responsável pela distribuição/comercialização de energia elétrica em SC, terminou o ano de 2012 com um prejuízo de R$ 258,4 milhões. O que causa espécie é que a CELESC é a maior empresa estatal catarinense.

*****************************

VERÃO  -  Contabilizadas 60 mortes por afogamento no verão catarinense (2013), contra 58 mortes no verão passado (2012).

*****************************

IMPRENSA  -  Vai ser inaugurado em 2014 o "Museu da Comunicação", uma realização da ACI - Associação Catarinense de Imprensa.

*****************************

PADROEIRA  -  A padroeira de Santa Catarina é Santa Catarina de Alexandria.

*****************************

CREMATÓRIO  -  Santa Catarina ressente-se de espaços nos cemitérios de todas as cidades. E apenas 4 % dos catarinenses são cremados. Enquanto Camborií já tem o Crematório Vaticano, Florianópolis não possui este equipamento.

*****************************

TV BRASIL  -  Funcionamento de canal aberto digital da TV BRASIL, graças a uma parceria com a TV UFSC, será em breve uma realidade para a Grande Florianópolis.

*****************************

MUSEU  -  Em Biguaçu está localizado o Museu Etnográfico Casa dos Açores, construído na metade do século XIX com a finalidade de preservar a cultura açoriana em SC.

*****************************

CASARÃO  -  João Nicolau Born, primeiro prefeito da cidade de Biguaçu, mandou construir em 1981 o hoje conhecido "Casarão Born", atualmente  usado como centro cultural.

*****************************

 TEATRO  -  O Teatro Pedro Ivo, anexo ao Centro Administrativo de Florianópolis e inaugurado em 2009, vai ser totalmente reformado.

*****************************

CONTESTADO  -  O jornalista Paulo Derengoski lançou o livro "Guerra do Constestado", importante episódio na história catarinense.