domingo, 8 de março de 2009

"SÍSIFO E PIZARRO" - jorn. J. BICCA LARRÉ


FOTO : jorn. J. Bicca Larré, em pronunciamento na cidade de Alegrete, sua terra natal.
*****************************************************************************
CRÔNICA
J. BICCA LARRÉ -

Sísifo & Pizarro

"Hão de me perguntar de onde tirei o título acima. Verão todos, ao longo deste texto. Sísifo, todos sabem, é um daqueles três principais supliciados da mitologia grega. Este foi condenado a empurrar, eternamente, montanha acima, uma enorme rocha de mármore, que de lá sempre se despencava antes de ele atingir o cume. E Sísifo repetia e repetia a vã tentativa de colocar a pedra no cimo do morro.

Tântalo foi outro, condenado a sentir sede sobre um rio cujas águas secavam sempre que ele tentava beber. E também a sofrer fome sob uma árvore frutífera, cujos galhos se elevavam quando ele tentava colher-lhe os frutos.

O terceiro desses condenados foi Prometeu, por haver roubado o fogo sagrado dos deuses. A ele foi imposto o castigo de, durante 30 mil anos, ficar acorrentado no monte Cáucaso, tendo o fígado comido, diariamente, por um abutre. E, como ele era imortal, seu fígado se refazia a cada dia. Foi Hércules, depois de seus famosos 12 trabalhos, que salvou Prometeu de seu suplício, substituindo-o no castigo pelo centauro Quíron.

Parecerá que fujo do assunto. Mas não. Falo-lhes agora de James Pizarro, famoso professor santa-mariense, que padece o suplício de um desterro que se impôs, nas plácidas praias da “Ilha da Fantasia” de Florianópolis. Digo que Pizarro é um degredado naquelas terras, porque de moto-próprio, como ele mesmo se queixa, teve aqui seus méritos desconsiderados. Mas esta cidade, na sua costumeira sina, cultiva o esquecimento das pessoas importantes e se habituou a invejar e desdenhar dos que brilham, como aquela cobra da lenda, que odiava o vagalume.

Conta-me meu filho Ludwig que Pizarro está mais gordo, apesar da cirurgia a que se submeteu para reduzir o estômago. Disse-me que, caminhando com Pizarro pela praia, num pequeno repecho da encosta de um daqueles morros que circundam a ilha-capital, teve de puxar o amigo aclive acima. Ri, só de imaginar a cena. Então, lembrei de Sísifo grego.

Mas não faças caso, Pizarro. Sei que Ludwig, como eu, é um exagerado e te quer muito bem. Não é um pecado maior a gula e a sua consequente obesidade. A história está cheia de gordos famosos e geniais. Cito alguns: Balzac, Saint Exupéry, Emílio de Menezes, Oliver Hardy (o gordo, de O Gordo e o Magro), Di Cavalcanti, Jorge Amado, Jô Soares, Faustão, Luis Fernando Verissimo, Aníbal Troillo, Dorival Caymmi...

Além disso, relembro-te que o nosso genial Nelson Rodrigues, afirmava que “todo canalha é magro”. E isso tem consolado os gordinhos.

Cuida, pois, Pizarro, do teu coração, do teu colesterol, dos teus triglicérides, da tua glicosúria, da tua insulina. E fica tranquilo. Curte essas praias paradisíacas, sem te tornares quérulo. Não vale a pena."
*****************************************************
OBS.- Crônica dominical do jornalista e escritor J. Bicca Larré, membro da ACADEMIA SANTAMARIENSE DE LETRAS, S. Maria, RS, publicado no jornal da RBS, DIÁRIO DE SANTA MARIA, em 07 de março de 2009,Edição nº 2124.

2 comentários:

aminhapele disse...

É um atrevimento meter-me em tão elogiosa crónica.
Mas,amigo James,Camus no seu MITO DE SÍSIFO também dizia que:saber se a vida merece,ou não,ser vivida é responder a uma questão fundamental da filosofia.
E,amigo,tu tens dado a resposta.
Um abraço.

JAMES PIZARRO disse...

From: Ana
Sent: Tuesday, March 10, 2009 12:27 PM
To: jamespizarro@hotmail.com
Subject: Re: Coluna do Diário de Santa Maria sobre Prof. pizarro


Que bacana...
Bom ser lembrado com tanto carinho!!

Ana "Roccana"