quinta-feira, 7 de maio de 2009

NOVA ZOOLOGIA : POVO GALINHA, POLÍTICO GATO !


Meus Deus ! Eu não quero crer no que está por ocorrer no país !
O Governo roubou 100 BILHÕES de direitos dos funcionários ao longo dos últimos anos, pois este é o estoque de precatórios que deveriam estar sendo pagos !
Eu uso o termo "roubar" porque os funcionários tiveram de procurar estes pagamentos na Justiça, pagando advogado, esperando 9...10...15 anos para vencer a causa na última instância.
Agora - na maior cara de pau de todo o planeta Terra - querem institucionalizar o CALOTE no Brasil !
Querem fazer leilão dos precatórios...quem aceita diminuir o que tem para receber, receberá ! É o Estado coagindo o funcionário em seus direitos !
Os precatórios não serão mais pagos por ordem cronológica, mas sim pelo valor dos mesmos.
O índice de multa que é o da inflação mais 12 % ao ano será substituído pelo índice da caderneta de poupança, sabidamente menor.
Retroagir o índice dos juros e a ordem cronológica é sabidamente INCONSTITUCIONAL ! Nem os militares na ditadura ousaram fazer isso !
Estamos assistindo o início do fim da democracia no Brasil !
A maioria dos que têm direito aos precatórios levará 70 anos para receber !
É o escárnio contra o povo !
É o fim do mundo !
Vivemos num país onde os habitantes têm vocação galinácea, isto é, são sodomizados, saem cantando e pedem desculpas por que ficaram de costas !
Fosse esta proposta feita num país de pessoas de coragem, com plena consciência do exercício da sua cidadania, a desobediência civil seria pregada e o Congresso Nacional seria invadido. Já que nossos direitos foram invadidos e estão indo para os quintos dos infernos.
Dá náusea ver esta gente fazer isso contra nós, logo depois de terem usado dinheiro do povo para proporcionar viagens ao exterior a seus parentes.
Se não temos mais quem nos defenda, resta rogar praga.
Que seus aviões caiam. Que eles morram e sejam enterrados em pé, para não ocupar lugar.
E que suas almas fiquem presas dentro de uma guampa de mijo, no fundo do inferno, por mil anos ! Isso, se o Diabo conseguir aguentar o cheiro da moral podre dessa gente.

8 comentários:

The Drunken Scientist disse...

Bóh.
Eu não estava sabendo desse fato! Realmente, deprimente!
Tão deprimente quanto tantas outras coisas que nosso povo tem aguentado. Não só isso, mas também achado "normal".
Assaltado? Também, o que queria andando na rua denoite?
Governo tal rouba? Ah, o outro roubava mais!
Voto no fulano pq ele é menos ladrão.
Estuprada? Também, mulher andando sozinha, onde já se viu?
Apanhou da polícia? Ah, quem nunca passou por isso?
Toda força policial da cidade é mobilizada pra pegar três sujeitos que mataram um policial, enquanto nenhum policial sequer move um músculo pra prender aquele sujeito que matou o filho daquela senhora humilde, sendo que qualquer idiota sabe quem foi? Pois é... mas é assim...
Tomou multa por ter passado num semáforo de pedestres de noite num horário perigoso de ficar parado e sem nenhum pedestre na volta, enquanto a policia caga pras leis de trânsito mesmo quando estão só passeando pela cidade? Ah... eles podem!
Os investimentos estão tão podres quanto o pior de todos investimentos, a poupança. Que se faz? Piora-se a poupança, ora bolas!
E assim vai...
E ae, vai fazer o que? Moramos num lugar onde o "buraco é mais embaixo". O problema não é as pessoas não fazerem nada, não se rebelarem. O problema é o fato de que as pessoas nem acham que tem realmente motivo pra se rebelar.
Aproveitando teu linguajar do final do texto... ae FODE!

Beth/Lilás disse...

Tomara que a sua praga pegue!
Nojo dessa gentalha que nos governa!
abraço carioca

Ana disse...

É impressionante!

Quando a gente acha que eles estão tomando jeito, conseguem se superar!

JAMES PIZARRO disse...

Blogger Jaqueline Sales disse...

Há uma coisa "um pouco pior" do que isso e chama-se ADPF (arguição de descumprimento do preceito fundamental). O PT e a prefeita de Fortaleza fizeram uma consulta ao STF sobre a legalidade das questões trabalhistas transitadas, julgadas e ganhas na justiça por servidores públicos municipais há mais de vinte anos. Em resumo, eles perguntam se esses ganhos na justiça são legais. Se o STF considerar que não são legais, ainda que julgados a favor e transitados na justiça, ainda que o juiz tenha mandado pagar isso há mais de 20 anos atrás, o trabalhador terá seu salário reduzido a ínfimos 3 ou 4 salários de referencia municipal, no máximo.

É, meu amigo... a coisa está braba!

BeijUivooooooooossssssssss da Loba

7 de Maio de 2009 19:01

Iracema disse...

Um dos casos de pessoa com direito a receber precatório do governo foi de uma senhora que, implorando, entrou no Palácio do Governo, com um exame que diagnosticava câncer no fígado. Ela tinha mais de R$ 20.000,00 pra receber em precatórios. Sabe o que aconteceu?!?! Ela morreu e o governo nem deu bola para o problema dela. Tenho medo que o mesmo aconteça comigo, porque há 2 anos o Tribunal de Justiça ainda não me concedeu liminar para a aquisição do Beta Interferon, o que aumentaria minhas chances de melhora. Enquanto isso, vou levando essa vidinha boa de ser vivida, sem andar e sem falar. Mas com os ouvidos e os olhos bem abertos para o que acontece pelo mundo afora, principalmente as injustiças.

JAMES PIZARRO disse...

From: luiz caminha
Sent: Saturday, May 09, 2009 2:59 AM
To: jamespizarro@hotmail.com
Subject: Re: NOVA ZOOLOGIA : POVO GALINHA, POLÍTICO GATO (autorizo repassar)


Muito boa James. Enviei para publicação no meu site. Quando acontecer (deverá ser na 2a. feira) te aviso. Vou tb destacar na newsletter.

Este país está uma vergonha. Estamos tontos, sem saber o que fazer. Lembra do Brasil Ame-o ou deixe-o ou "o último que sair, favor apagar a Luz" do Pasquim. Parece que estão nos impondo esta condição. Por aqui só querem cordeiros.

Que Deus te abençoe,

Caminha

Tati Py disse...

Ai, Meu Deus!
O senhor acredita que estou há anos esperando que o Estado me pague uma causa?
Na última vez que calculei, ano passado, eles me deviam R$ 35 mil. Mas, naquela época, apenas uma das causas haviam sido pagas... e havia umas 12 mil pessoas para receber antes de mim. Pelos meus cálculos, me pagariam em 12 mil anos.
Agora, nem isso acho mais.
Vergonha!

JAMES PIZARRO disse...

RECEBIDO POR E-MAIL
*********************************From: Luiz Adalberto Villa Real
Sent: Saturday, May 16, 2009 5:34 PM
To: Undisclosed-Recipient:;
Subject: E CONTINUA A CIZÂNIA NO JUDICIÁRIO


E CONTINUA A CIZÂNIA NO JUDICIÁRIO



Situações não muito estranhas continuam a pulular no judiciário com “j” minúsculo, porque está perdendo as características de poder a partir do topo da pirâmide, para se transformar, paulatinamente, num bazar persa.

O juiz Fausto De Sanctis, com base nas apurações da Operação Satiagraha, decretou a prisão de Daniel Dantas, revogada em menos de 24 horas pelo presidente da suprema corte, Gilmar Mendes, em ordem de habeas corpus impetrada pelo escroque. Doze horas depois, De Sanctis ordenou a expedição de novo mandado de prisão contra o banqueiro por suspeita de tentativa de suborno a agente policial, imediatamente revogada por Mendes que ao conceder a nova ordem de habeas corpus enfatizou ter a decisão de De Sanctis desrespeitado anterior determinação do STF. E sentindo seus brios feridos demandou ao Conselho Nacional de Justiça que investigassem os procedimentos de De Sanctis.

Em seguida, 134 juízes da 3ª Região, subscreveram manifesto onde deixaram bem claro inexistir razão suficiente para a investigação, em face do entendimento jurídico específico do magistrado.

Todos estes fatos, pasmem, ocorreram no minguado espaço de três dias, entre oito e 11 de julho de 2008, enquanto os vis mortais esperam dezenas de anos para obterem provimentos jurisdicionais às suas demandas.

Decorridos praticamente dez meses, De Sanctis foi absolvido pelo Órgão Especial do TRF da 3ª Região, da acusação de ter desobedecido às ordens de Gilmar Mendes. Mas o corregedor-geral da Justiça Federal André Nabarrete Neto notificou os 134 juízes federais que haviam se solidarizado com De Sanctis para prestarem esclarecimentos sobre a manifestação de julho de 2008, ao argumento de violação da Lei Orgânica da Magistratura Nacional - LOMAN. O ato notificatório foi suspenso por liminar concedida pelo corregedor-geral da Justiça Federal, Ministro Hamilton Carvalhido.

Tudo isso está escancarado na imprensa nacional, sendo reprodução parcial do que publicou a Folha de São Paulo na edição de hoje, não sendo novidade.

O que realmente preocupa é a reação tardia ou proposital de Nabarrete, [in]discutivelmente de subserviência e provavelmente de olho na vaga de uma das onze cadeiras do STF, diante da iminente aposentadoria da Ministra Ellen Gracie.

Que razões teria Nabarrete para tomar providências disciplinares somente agora e não na época em que os 134 magistrados apoiaram a corajosa decisão de De Sanctis, juiz independente, cônscio de seus deveres constitucionais, operoso e que não discrimina pobres de ricos, estando a serviço da verdadeira Justiça, questiona-se.

É insuspeitável, por ora, o desserviço prestado à Nação pelo corregedor relapso, ao rebenquear os pares que prestaram solidariedade ao magistrado intimorato que não pode ser andorinha isolada no combate à corrupção.

É hora de reflexão e de tomada de posições.

Villa – 15.05.2009.