sexta-feira, 18 de março de 2011

PEDADOGIA DO HORROR

Este artigo foi publicado à página 4
do jornal A RAZÃO, de Santa Maria, RS,
edição de 25 de março de 2011.
******************************

Autor : James Pizarro

Eis alguns procedimentos básicos que as famílias tomam, consciente ou inconscientemente, com seus filhos e netos desde a mais tenra infância...

Permitem que assistam todo tipo de desenho, série ou filme onde ocorrem milhares de tiros, punhaladas, enforcamentos, estupros, roubos, homicídios, uso de drogas, atividade sexual, sadismo, masoquismo,torturas, subornos, adultérios, etc...

Permitem que que as crianças ouçam e prestem atenção nas tragédias e toda espécie de crimes narrados nos grandes telejornais, onde elas aprendem diariamente que nenhum culpado vai preso e se, for menor, nem seu nome e rosto aparece no noticiário (muito embora, ele - menor de idade - possa votar para presidente).

Permitem ver que os políticos dificilmente perdem o mandato mesmo que sejam filmados roubando dinheiro ou escondendo a propina nas meias e nas cuecas, inculcando na cabeça infantil a cultura da impunidade.

Permitem que eles sejam promovidos de ano na escola à força,por ordem governamental, mesmo que não estudem, instituindo a vadiagem como norma e desestimulando os bons alunos que gostam de estudar e que passam a ser motivo de zombaria por isso.

Permitem que as novelas sejam vistas pelas crianças e que ali aprendam todo tipo de deformidade de carater, de comportamento, de moral, de ética, de honestidade, sendo que nas mesmas sempre a sacanagem vence e a puta triunfa.

Permitem sexo explícito em muitos canais e sexo sugerido em programas como BBB, de sabida audiência no meio das crianças, assim como acesso irrestrito aos sites e blogs de pornografia na internet.

Permitem ou não fiscalizam o uso de bebidas alcoólicas e outras drogas em festinhas familiares e escolares, para não falar nos calouros recém-aprovados nos vestibulares e que costumam ficar em coma ou morrer devido à ingestão em excesso de coquetéis químicos.

Terceirizam a educação dos filhos para as escolas, nas quais um professor mal pago e desestimulado é obrigado a tentar educar uma turma de 40 alunos, quando a mãe não aguenta em casa apenas um único filho. E se a professora for dura e quiser implementar uma disciplina férrea, será agredida, perseguida, expulsa ou morta.

Quando essas crianças tiverem 16 ou 17 anos e por acaso conseguirem terminar um supletivo mal feito, os pais - emocionados - dirão : "nossos filhos estão educados".

O menino já terá mestrado em assalto e doutorado em crack.

E a menina já será soropositiva e a putinha mais conhecida da rua.

3 comentários:

JAMES PIZARRO disse...

recebido por e-mail
*********************
From: Satélite De roma
Sent: Friday, March 18, 2011 12:24 PM
To: James Pizarro
Cc: terecaabdo@yahoo.com.br
Subject: Re: "PEDAGOGIA DO HORROR" - Prof. James Pizarro


falou tudo, pizarro!!!

James Pizarro disse...

recebido por e-mail
*************
From: ANESIO DALCASTAGNER
Sent: Thursday, March 24, 2011 3:06 PM
To: James Pizarro
Subject: RE: "PEDAGOGIA DO HORROR" - Prof. James Pizarro


ola, de fato temos alguns desafios para serem enfrentados. Um grande abraço.

Adelmo disse...

Belissima colocação Pizarro... excelente o teu artigo sobre a pedagogia do Horror em nossa sociedade