quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

TENISTAS/AMIGOS DO ATC, SANTA MARIA,RS

Nos anos 70 aprendi a jogar tênis nas quadras do ATC - Avenida Tênis Clube, de Santa Maria. E durante os anos 80/90, praticamente todos os dias, passava as minhas horas de folga nas dependências do clube, ora fazendo sauna, ora jogando tênis,ora fazendo churrasco, ora jogando bocha. E os familiares juntos.
Na quadra número 1 jogavam somente os tenistas veteranos. Na quadra 2, os "Seniors A". Na quadra 3, os "Seniors B". Nas quadras 4, 5 e 6, os juvenis, as mulheres e os demais tenistas que não disputavam o ranking. Grande número disputava por puro lazer, entretenimento, e pouco estavam se importando para o resultado da partida. Já outros, principalmente entre os veteranos, se concentravam, dormiam cedo, e entravam na quadra como se fossem disputar uma final em Winblendon (lembro de dois exemplos : o falecido Jarbas Cunha e o médico Heitor Silva, coronel do Exército, apelidado de "Fofo", pois assim o chamava sua jovem esposa).
Muitos deles já são falecidos :
1)- Anterinho Scherer (médico, ex-prefeito de Cacequi, famoso por suas folclóricas histórias);
2)- Máximo Knackfuss (professor do Curso de Engenharia da UFSM,que se emburrava por qualquer motivo);
3)- Ênio Ferraz (representante de laboratório médico, apelidado de "Nonô", que teve a capacidade aeróbica tirada pelo tabagismo);
4)- Alberto Leitão (de pavio curto, principalmente nos jogos de duplas, pois já no primeiro erro do seu companheiro começava a reclamar);
5)- Arno Böhrer (era o alvo predileto das brincadeiras do Jarbas Cunha e, ignorando sua idade, jogava várias horas por dia).
Daquela época em que eu freqüentava o clube, ainda lembro de muitos :
1)- Abdo Achutti Mothecy,farmacêutico,ex-jogador de basquete, dono de uma loja de aviamentos militares - e também de cortinas - na praça Hector Menna Barreto (ex- praça da República), mais conhecida por "pracinha dos Bombeiros". De origem libanesa, Abdo é casado com Tereza dos Santos Mothecy, mais conhecida por "Terezinha" ou "Tereca". Lembro que o térreo da loja do amigo Abdo era quase uma extensão do ATC, pois ali se reuniam para tomar cafezinho os veteranos do clube, às vezes atrapalhando as atividades comerciais do dono. O Abdo sempre foi generosamente um pacificador, um aglutinador. Adorava pescarias e histórias antigas da cidade;
2)- Adaí Bonilha, dentista, esposo da também tenista, Dona Olga, que por muitos anos também foi professora de tênis das crianças iniciantes;
3)- Álvaro Pfeifer,corretor de imóveis, professor de Matemática,fumante inveterado,dotado de notável espírito de humor;
4)- Arno Werlang, juiz, diretor do forum de Santa Maria, hoje desembargador em Porto Alegre, pai do Gerson Werlang (integrante da banda "Poços e Nuvens" e professor universitário de música);
5)- Arlindo Mayer (engenheiro, professor do Centro de Tecnologia da UFSM);
6)- Armando Vallandro (grande jogador de basquete do passado, apelidado de "Picolé", ex-reitor da UFSM);
7)- Alnei Prochnow (também professor da UFSM, sempre alegre e disposto a uma brincadeira);
8)- Claudio Morais (coronel do Exército);
9)- Dalmo Kerling (engenheiro, dono da Construtora Dikrel, hoje morando em SC);
10)- Dalton Kortz (ex-funcionário da Livraria do Globo,vendedor autônomo, hoje pastor, talvez o mais brincalhão de todos);
11)- Darkson Cunha (professor do Centro de Educação Física da UFSM, filho do falecido tenista Jarbas Cunha);
12)- Evaldo Morais (coronel do Exército, morador da faixa velha de Camobi, gostava de tocar violão e cantar músicas de seresta);
13)- Gerson Morais (funcionário da agência central do Banco do Brasi, à avenida Rio Branco);
14)- Heitor Silva (campeão de tênis do Exército Nacional, cheio de estilo até no caminhar, tinha consciência exacerbada de que era um grande atleta);
15)- Jorge Merten (médico traumatologista);
16)- José Carlos Pithan (dentista e professor da UFSM);
17)- Luiz Carlos Lang (dono de um reputado escritório de contabilidade, apreciador de vinhos chilenos);
18)- Luiz Carlos Pistóia Oliveira (engenheiro e professor da UFSM, casado com a professora de Química, Ana Jamile Mothecy);
19)- Luiz Carlos Morales (advogado, casado com Jane Morales);
20)- Luciano Rocha (cearense, professor da UFSM, dentista especializado em Odontopediatria, casado com Neuza Mothecy, também dentista);
21)- Manoel Argentino Sissy (oriundo de São Borja, de apelido "Fanha", notável contador de casos);
22)- Manoel Vianna (dentista, professor da UFSM, também de pavio curto)
23)- Paulo Roberto Oliveira (professor de Química da UFSM, ex-jogador de basquete);
24)- Simão Sampedro (coronel do Exército, irmão do também tenista, Renan Sampedro, professor de Educação Física da UFSM);
25)- Roberto Bisogno (dentista, radialista, professor da UFSM);
26)- Roberto Leitão (engenheiro, professor da UFSM);
27)- Lang (engenheiro, professor da UFSM e dono das piscinas "Golfinhos");
28)- Bins (coronel da Aeronáutica, comandante da Base Aérea de Santa Maria);
29)- James Souza Pizarro, meu filho, que foi um talentoso tenista da categoria infanto-juvenil e disputou alguns torneios no RS defendendo o nome do ATC, na companhia de Álvaro Pfeifer,Máximo Knakfuss, Roberto Bisogno e Arnaldo Valty (médico mineiro, oncologista, que trabalhava no Serviço de Cobaltoterapia da UFSM).
Foram anos e anos felizes, com jogos diários,seguidos quase sempre de churrascos. Infelizmente, com o passar dos anos e no "curso natural dos acontecimentos" (como diria meu amigo e colega Joel Abílio Pinto dos Santos, já falecido), a morte vai levando os companheiros. Outros se mudam de cidade ou de clube. Outros simplesmente deixam de jogar. Outros, premidos pelas exigências profissionais, se distanciam. É a vida...
********************************
AUTOR : James Pizarro

Um comentário:

Dalton disse...

Meu amigo Kames, velho companheiro dos jogos de canastra.
Tenho saudades do convívio, do jantar dos casais com as mesma especiais para tenista.
Hoje, isso tudo faz parte do passado, mas continuo jogando tenis três vezes por semana mantendo a antiga forma. Mesmo na condição de Pastor, com as atribuições atinentes ao cargo, contínuo assíduo frequentador do nosso ATC.
Recomendações aos familiares, Pr. Dalton.