quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

UM POVO FELIZ

Catadora 1 :
- Graças a Deus, ganho meu vale-gás !
Catadora 2 :
- Verdade, Comadre ! E a minha filha ganha camisinha-de-vênus no Carnaval !
Catadora 3 :
- Ah, mas eu tenho mais sorte que vocês...cada um dos meus filhos rende 15 reais por mês.
O diálogo se desenvolvia no lixão do Morro da Caturrita entre três brasileiras felizes.
A cena era completada por alegres urubus. Lépidos e fagueiros.
Que catavam comida. Entre pedaços de bolo.
Carcaças podres de frangos.
E preservativos usados.
*********************************
AUTOR : James Pizarro

2 comentários:

Anônimo disse...

Os miseráveis contentam-se com muito pouco e são felizes. Infelizes são os que produzem tanto lixo para festa dos catadores.jribeiropaz@bol.com.br

JAMES PIZARRO disse...

Como eu fui pioneiro em minha cidade de origem na separação do lixo orgânico, estou fora da tua observação. E até hoje, aqui na praia, faço a limpeza de tudo. Faço a minha parte. Há mais de 35 anos faço coleta seletiva de lixo, isto é, separo lixo orgânico do inorgânico.
Sou um grão de areia no oceano, mas é melhor fazer isso do que estar escrevendo filosofia de botequim...

Abraço

Pizarro