segunda-feira, 13 de setembro de 2010

AH, OS VENTOS DA ILHA...

Lembrei das aulas de geografia logo que vim morar na beira do mar. Das lições aprendidas quando fui escoteiro da Tropa Henrique Dias, em Santa Maria, RS. Quando era imprescindível saber os pontos cardeais. Norte. Sul. Leste. Oeste.

Pois aqui na praia, décadas depois, isso tudo me foi útil. Afinal, estou numa ilha. A ilha da magia de Florianópolis. Na praia de Canasvieiras tive logo de saber onde era o leste e o oeste. Foi fácil. Pois o sol nasce no Leste e se põe no Oeste.

E logo pude aprender sobre os dois ventos básicos : o "terral" e o "maral" (também chamado "lestada") O vento terral sopra de oeste para leste, isto é, da terra para o mar, quase sempre quente. O vento maral ou lestada sopra de leste para oeste, quase sempre frio e anunciando chuva.

Os surfistas da Praia Brava e da Praia da Armação me passaram também a lição : vento terral não deixa a onda explodir rapidamente, ela fica perfeita e ótima para a prática do esporte (vento chamado "offshore wind"). Já o vento maral deixa o mar mexido, impróprio para o esporte, com ressaca (vento chamado "onshore wind").

E o Nilzo Ivo Ladwig, professor universitário da UNISUL, nascido em Restinga Seca (na Grande Santa Maria) complementou as explicações sobre ventos numa das conversas pós-almoço no Bar do Chico, na beira da praia. O "alemão Nilzo" - como é carinhosamente chamado - é casado com a Diuris, santa-mariense formada em Geografia na UFSC. Estão em Florianópolis há muitos anos e são, junto com outros amigos, nossos grandes "orientadores" sobre como decodificar o "modus vivendi" na ilha. Como entender a história e geografia daqui. Como compreender o simpático povo manezinho. Que tão bem recebe a quem chega para somar.

Quando um homem quer aprender até sobre os ventos da nova terra é porque ele veio para construir. E ficar.

Para sempre !

*****************************
AUTOR : James Pizarro

Mar de lestada com mais de dois metros de tamanho. Altas ondas no começo do verão na praia do Matadeiro, no sul da ilha de Floripa-SC. (Vídeo :http://www.youtube.com/user/surftownn)

4 comentários:

Lila disse...

Achei tão lindo esse seu post...adoro o vento...quente e frio, de lá pra cá...
Aprendeu e permaneceu!

Bjs meus !

JAMES PIZARRO disse...

RECEBIDO POR E-MAIL
****************************
From: Neusa Moura
Sent: Tuesday, September 14, 2010 12:03 AM
To: James Pizarro
Subject: RE: "Ah, os ventos da ilha..." - James Pizarro


Pizarro

Completando os ventos, a lestada em geral acompanha longas chuvas que só para nas mudanças de lua,
quando não acontece na primeira vai pra segunda mudança e assim por diante. Às vezes vai pra mais de
5 luas. A gente vira sapo e o turista fica chato. Já os temporais que vem com o vento terral são violentos.
Os ventos duram minutos mas são arrasadores. Hoje não sentimos tanto devido aos prédios que seguram
um pouco o vento. Há uns anos atrás pegamos um temporal a tarde que escureceu tanto que parecia noite
e quando o vento chegou as telhas voavam, as árvores se dobravam e muitas caiam ao chão.
Os antigos dissem que o vento norte traz doença e o vento sul traz saúde por trazer um ar mais limpo.
Um abraço no casal

Neusa

JAMES PIZARRO disse...

RECEBIDO POR E-MAIL
****************************
From: Simone F.
Sent: Monday, September 13, 2010 10:26 PM
To: pizarro
Subject: RE: "Ah, os ventos da ilha..." - James Pizarro


oI AMIGO!!!
LI E ACHEI MUITO,MUITO BONITO!!!E POETICO!!!
PARABENS , 1 ABRAÇO! SIMONE

Ana disse...

Bons ventos o levaram para a Ilha da Magia. Novos ares, novas ondas, novos amigos que se somam aos de sempre...
Obrigada por divir conosco tanta beleza e tanto aprendizado!