quinta-feira, 20 de outubro de 2016

AO FUTURO PREFEITO - James Pizarro (jornal A RAZÃO, 20/10/2016)


COLUNISTAS

Ao futuro prefeito


James Pizarro

por James Pizarro em 20/10/2016
Compartilhar:
Mais opções
Na edição de 14 de abril deste ano, escrevi uma crônica em A Razão, sob o título de “E os morros?”, na qual relembrava minhas denúncias da tribuna da Câmara na legislatura 1988/91 (período em que “estive” vereador). Lembrei alguns pontos:
“Morro da Televisão, Morro do Cechella, Vila Bilibio, etc...tinham ocupações irregulares naquele período, ao arrepio do Código Florestal e sob a complacência dos políticos. Dei dezenas de entrevistas e escrevi um longo artigo para o jornal “A Razão”, que intitulei “A favelização de Santa Maria já começou”. No artigo eu previa os deslizamentos e as mortes. A cidade caiu de pau em cima de mim, enquanto alguns colegas de docência da UFSM me chamavam de catastrófico. Outros me chamaram de histérico. Os colegas da imprensa sempre deram cobertura aos meus avisos. No Morro do Cechella já houve erosão e alguns pequenos deslizamentos, felizmente sem feridos nem mortos (por enquanto).”
Fiz algumas indagações naquela crônica (passados quatro meses até hoje não respondidas):
“Quem são os responsáveis pelo uso do solo em Santa Maria? Existe uma espécie de Plano Diretor para as áreas de risco da cidade? Essas áreas estão sendo monitoradas? Se positivo, por quem, quando e onde estão os relatórios do monitoramento? Existem autoridades, secretários, vereadores ou políticos sob qualquer título que estimularam - principalmente em anos eleitorais - a ocupação ilegal de áreas de risco? Existem loteamentos clandestinos? Áreas de preservação permanente estão sendo ocupadas? Os mananciais do município estão sendo protegidos?“
Também relembrei as denúncias sobre as areeiras que retiravam areia muito próximas da ponte do popular balneário do Verde e do prognóstico que fiz sobre o destino da ponte. Alguns meses depois o vão da ponte cedeu e a cidade viu que eu tinha razão nos meus avisos.
Agora estamos novamente em período de alagamentos, enchentes, chuvas torrenciais, casas alagadas, bocas-de-lobo entupidas, ameaças de deslizamentos em algumas zonas do Campestre do Menino Deus (como vi em reportagem na TV), uma morte infelizmente já ocorreu. Estamos em pleno período de propaganda eleitoral entre dois candidatos do segundo turno para a prefeitura municipal de Santa Maria. Os problemas todos pertinentes ao clima estão tornando a população altamente sensível ao tema, pois os alagamentos afetam o transporte, a saúde, a educação das crianças, o patrimônio dos munícipes atingidos.
Faço então, por derradeiro, uma sugestão aos candidatos. Façam uso de seus espaços de propaganda (ou façam constar da pauta do último debate que por certo haverá) para mostrar quais planos que têm para solucionar em definitivo os problemas de alagamentos, deslizamentos de encostas e afins em nossa cidade. A população ficará agradecida.

Nenhum comentário: