segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

ODE DE AMOR À FLORIANÓPOLIS - James Pizarro


Bendita seja a trilha dos Naufragados,
Bendito seja o Bar do Arantes, seus bilhetinhos, sua culinária e energia,
Bendita seja a Costa da Lagoa e o por do sol visto do restaurante do Jaja,
Bendita a Barra da Lagoa na prainha,
Bendito TAMAR na Barra da Lagoa,
Bendita praia do Matadeiro e o ecológico bar do Marcão,
Bendito Spinoza no mercado, à tardinha, para ver os manezinhos pós-expediente e fazer novos amigos,
Benditas e afrodisíascas ostras da Toca do Paru,
Bendito cosmopolitismo do Padeiro de Sevilha, depois de subir o rampão, onde se pode ler jornais/conversar/comer,
Bendito Saico, em Jurerê Internacional e o Café Paris do Kobrasol,
Bendita Praia das Bruxas e Coqueiros,
Bendito samba de raíz do falecido Bar do Tião,
Bendita Pousada Além-Mar no meio da Mata Atlântica,
Benditas praias Daniela e do Forte,
Bendito cineminha em qualquer sala Cinemark do Shopping Floripa,
Bendito seja o passeio no Ribeirão da Ilha,
Bendito centrão e a figueira da praça XV e o calçadão ao entardecer,
Bendita feirinha dominical na Lagoa e seus produtos naturebas,
Bendita UFSC e as universidades particulares, onde se pode conhecer gente de todo o Brasil e do mundo inteiro,
Bendito fato de poder subir a serra, ir a Lages e curtir a neve e o povão hospitaleiro,
Benditas massagens, sauna e águas termais públicas de Santo Amaro da Imperatriz,
Bendita e linda Guarda e seu mirante na última pousada,
Bendita praia do Rosa para ver as baleias,
Bendita praia Brava e sua angelitude fora da temporada,
Bendita trilha da Galheta,
Bendita ciclovia na avenida Beira-mar e as lindas gurias de byke,
Benditas exposições e cafezinho no Angeloni,
Bendita lojinha do presídio com suas redes artesanais feitas de madeira,
Bendita Casa Ecológica da UFSC,
Bendito shopinzinho da Trindade e o bar da praça à tardinha,
Bendito o Kobrasol e o divino camarão à milanesa do Bocas,
Bendito seja o Morro das Pedras e o botequinho à beiramar,
Bendito "El Mexicano" para dançar e "John Bull" e seus shows maravilhosos,
Bendito casario e casa de artesanato ao lago da igreja em Santo Antônio de Lisboa, assim como todos os artistas de Floripa e o imperdível café,
Bendita beleza do Sambaqui,
Bendita quietude da Cachoeira do Bom Jesus,
Bendita peixaria do Negrão, nos Ingleses,
Bendita abundância de comida no restaurante Terezas, em Canasvieiras,
Bendita beleza das imensas rochas na Armação,
Benditas dunas gigantes da Joaquina,
Bendito povo nativo que me acolheu com carinho,
Bendito seja Deus que me permitiu morar aqui, a dez metros do mar, nesta bela e Santa Catarina.
Amém.
*************************************
AUTOR : James Pizarro

3 comentários:

jardim das alamandas disse...

Bendita seja a Ilha da Magia...Florianopolis é lindaaaa demais.
Quero voltar muitas vezes...
EDNA

ana b. disse...

tanta beleza e poesia só podia vir te ti!
lindo. um dia vou me perder nessa ilha, até o fim dos meus dias!

Ronai disse...

Ah, o linguado ao forno do Arante!