sábado, 27 de fevereiro de 2010

A PRAÇA XV , FLORIANÓPOLIS


Fala-se muito atualmente em revitalizar o chamado "Centro Histórico" de Florianópolis, que inclui o calçadão da João Pinto, o largo da Alfândega e a praça XV. Está ocorrendo a discussão do fechamento da praça XV durante o período noturno com a presença de vigilantes da guarda municipal e/ou membros da Polícia Militar.
Eu concordo plehamente com esta medida pois, na realidade, quem tomou conta da praça foi um bando de desocupados, drogados,traficantes,ladrões, mendigos, etc...o que afastou completamente crianças, senhoras e povo em geral de uma das áreas mais nobres da cidade.
O historiador Adolfo Nicolich da Silva, em sua obra "Ruas de Florianópolis",informa que entre os anos de 1894 e 1912 a praça XV já foi murado e gradeado, sendo as grades retiradas em 1912, quando foi prefeito Henrique Rupp (segundo o jornal "NOTÍCIAS DO DIA", em sua edição de 25/fevereiro/2010).
Se a medida já foi necessária em 1894, porque não revivê-la agora, quando a criminalidade e a marginalidade aumentaram exponencialmente ?
*******************************
AUTOR : James Pizarro

2 comentários:

Niumar disse...

Olá, Sr. James. Meu nome é Niumar passei pela Fazenda do Senhor Jesus Ivorá em 2001, hoje resido em Ingleses/SC. Notei que o senhor reside em Canasvieira, gostaria de saber se existe algum grupo de oraçoes do mesmo seguimento da Fazenda do Senhor Jesus aqui em Santa Catarina, pois preciso recomeçar a caminhada, hoje tenho esposa e filho e quero muito me ajudar, estarei indo nesta semana para Santa Maria para me fortalecer, pois a 30 dias fraquejei, quero retornar ao meu trabalho e a minha familia e preciso de ajuda. Desde ja grato!PAZ DE CRISTO! meu email: crodriguesxavier@hotmail.com tel (48)96296676 (48)84668328 (48)66345261....

Anônimo disse...

Com respeito ao fechamento da Praça XV, meu pai, já falecido, nos contava que até 1912 mais ou menos ela já tinha seu contorno fechado e, até às 22:horas era permitido a permanência de pessoas lá dentro, porém, até aquele horário, quando batia um sino para avisar aos que a visitavam que o portão principal seria fechado. A polêmica gerada, agora, em torno do fechá-la ou não, nos faz lembrar aquela fase, porém, os tempos são outros. Droga, malandragem, mendigos morando na praça, isso é coisa moderna que cabe ao poder público resolver, se é que podemos acreditar em solução adequada ao valor que a Praça XV ainda tem para todos nós. Agora mostrem competência...se é que podem esperar dos que dirigem o municipio. João José Gomes Mendonça