segunda-feira, 3 de maio de 2010

MAMANDO NAS TETAS DO ERÁRIO...

Imagine um vice-governador que fique apenas 9 meses como governador.

Imagine que, por causa disso, ele é contemplado com um ordenado de R$ 22 mil mensais para o resto de sua vida depois que deixar o governo.

Imagine que, depois da morte do vice-governador, sua viúva e seus filhos menores fiquem recebendo este ordenado - a título de pensão.

Não é ficção. Não é novela da Globo. Não é mentira. Nem delírio.

A Assembléia Legislativa de Santa Catarina aprovou esta lei esta semana...

***************************
AUTOR : James Pizarro

Um comentário:

Marliborges disse...

Não sei se é uma vergonha, uma tristeza ou as duas coisas. Mas acho mesmo que é uma tristeza... lamentável. bj